COMERCIALIZAÇÃO E PROMOÇÃO DA SUA CIDADE COMEÇAM PELO DNA. SAIBA COMO DESCOBRI-LO!! Vantagens do SIMTUR – Parte III.

DNA de uma Cidade…não são os aspectos culturais, somente.

Gastronomia, costumes, modos de vida, sotaques, manifestações culturais e tradições remetem àquela tradicional ligação do Turismo com a Cultura. Com poucas exceções a  regra, muitas Cidades se fiam nesta história para pautar suas estratégias de comercialização e promoção. Amargam além de uma baita sazonalidade, a insustentabilidade de querer oferecer sempre a mesma coisa. E a mesma coisa, não dá!

Olhar somente para esta tipologia de DNA, nunca foi e nem será suficiente para que você consiga se posicionar no mercado turístico ao longo de todo ano. Em outras palavras, o que irá fazer do Turismo um dos grandes (e verdadeiros) motores de geração de emprego e renda, é a consistência, diversidade e continuidade da oferta.

Ao invés de atribuir o seu DNA a um prato típico, comece também por olhar com muita atenção sobre o perfil econômico de setores tradicionais e emergentes que podem ser de fato, o alicerce gerador de demanda e negócios usa empresas locais.

Na pesquisa que fizemos em 2016/17 com mais de 40 cidades onde há C&VB,  em parceria com o Brasil C&VB,  percebemos que quase 82% delas não realizam ao longo do ano, eventos atrelados às suas economias locais, com o intuito de promove-las. Em outras palavras, os setores produtivos que por algumas vezes, são os principais empregadores de emprego e renda no município, não tem apoio para abrir mais mercado.

Um absurdo recorrente, sem sentido, nexo e que precisa da sua ajuda. Planejamento Turístico ou Plano de Turismo que não contempla ações nesta linha, para mim é o mesmo do mesmo de sempre. E a mesma coisa, não dá!

O respeito pela atividade Turística não virá somente do apoio aos aspectos culturais, mas sim do resultado na geração de mais emprego e mais renda. Na medida em que mais postos são criados pelas empresas, por advento da conquista de mais mercados pelos eventos que participam, mais a atividade será percebida, como estratégica. Muito assertivamente lhes digo que o o orçamento para Turismo irá com certeza sair dos pífios 0,6%.

Mas e a Cultura? Ela vem a reboque deste processo. Lembra do prato típico? Faça dele a base do seu catering ao longo da feira. Agregue valor. Agregue setores = economia + cultura.

Se você é leitor do Blog, irá começar a perceber agora do porquê que o COMTUR deve ter mais assentos pertencentes a Iniciativa Privada. Bem como também, do porquê que o SIMTUR está estruturado na engrenagem COMTUR+C&VB+SECTUR. Trazer este olhar  sobre o mercado de eventos, associado ao perfil econômico da sua Cidade irá garantir uma maior sustentabilidade tanto institucional à associação de Turismo, como político dentro da organização e estrutura de uma Prefeitura. Isto é o DNA que se deve buscar.

Dúvidas, esclarecimentos? Escreva. Curta a fanpage @politicadeturismo

Abraço.

Para quem não me conhece, meu nome é Eduardo Mielke. Meu trabalho é auxiliar Governos na busca por  processos cooperativos que resultem numa melhor articulação entre ele, Terceiro Setor e o Empresariado. O resultado e o que importa mesmo, é a geração de emprego e renda local. O resto é conversa fiada.

Palestras, Workshops e treinamentos? Escreva para eduardomielke@yahoo.com.br

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: