DIVULGAR O TURISMO DA SUA CIDADE NÃO É TAREFA DO ESTADO. Série SIMTUR.

E sabe porquê? Acontece que cada vez mais menos pessoas acreditam nelas. Simples assim. Além de ser muito difícil mensurar seus transparentes resultados, não estão mais convencendo o consumidor, cada vez mais ávido por informações sem filtros. Muitos empresários tem por convicção que divulgação do Turismo é papel do Estado, da Prefeitura. Ledo engano!!! Este modus operanti sem fundamento, está com os dias contatos. #vazafolderdaprefeitura!

O que foi tendência cinco anos atrás, começou a se tornar fato. Cada vez mais as Cidades gastam menos com propaganda. E não é para menos. Aliás, isso faz todo o sentido. Se no passado os comerciais, out-doors e flyers eram as únicas referências, as redes sociais acabaram com esta história de vez. A reboque de uma referência incerta daquilo que se via naqueles materiais, o que realmente está contando é a credibilidade do real que passou a estar alicerçada na opinião de pessoas como você, que ao visitar uma cidade, posta tudo… de bom e de ruim sobre o que você está vendo agora (e transmitida em tempo real) durante a sua experiência.

É atrás destas opiniões que você, gestor público que me lê, deve prestar bastante atenção.  As fontes para entender “aonde sua Cidade está” são várias. Desde o Instagram do restaurante, até o Pinterest do Museu ou Monumento…A competitividade do seu turismo depende disso. Logo, ao invés de ficar divulgando o seu Município a esmo, sem planejamento e gastando o pouco recurso que tens, se preocupe mais como o que as pessoas estão falando dele.

Qual é a dica? Comece por exemplo, fazendo contato com os Blogs de Viagens, conversando com eles. Monitore-os. Articule a possibilidade de material sobre algo do DNA da sua Cidade. É uma mídia barata. Não obstante, visite regularmente os sites de OTAs (Online Travel Agency) como TripAdvisor, que são fontes vivas de informações. Comente o que vê no COMTUR. Compartilhe o que leu e viu. Veja se os eventos e boas ações estão sendo divulgadas nas redes sociais dos equipamentos turísticos ao mesmo tempo, com pelo menos o mesmo discurso e mensagem. Cooperar para Competir. Nunca se esqueça disso.

Secretaria de Turismo não é agencia de propaganda. Com estas informações, concentre seu foco na análise do ambiente de geração de negócios turísticos (para visitantes e eventos) Este é o caminho. A responsabilidade da sustentabilidade do fluxo, derrubando a sazonalidade dependerá da percepção deste ambiente. Pense nisso!

Dúvidas, esclarecimentos? Escreva. Curta a fanpage @politicadeturismo

Abraço.

Para quem não me conhece, meu nome é Eduardo Mielke. Meu trabalho é auxiliar Governos na busca por  processos cooperativos que resultem numa melhor articulação entre ele, Terceiro Setor e o Empresariado. O resultado e o que importa mesmo, é a geração de emprego e renda local. O resto é conversa fiada.

Palestras, Workshops e treinamentos? Escreva para eduardomielke@yahoo.com.br

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: