QUER EXPOR SUA CIDADE NUMA FEIRA DE TURISMO? SAIBA O QUE LEVAR E, SOBRETUDO, O QUE NÃO LEVAR!!! Série SIMTUR

Feira de Turismo não é quermesse, nem balcão de degustação das delicatessen do seu Município, e muito menos uma sucursal relâmpago da Secretaria de Turismo (SECTUR). Por favor!! Já passou da hora da sua Cidade ser vista, mas nunca mais ser lembrada. Não se esqueça uma hora a fome passa!

Veja! Exposições são idealizadas para gerar negócios. As pessoas que lá vão, esperam ver uma vitrine dos produtos turísticos novos, atrativos e bons de revenda. É a hora de mostrar o que o empresariado da sua Cidade tem de melhor. É a hora em que se otimiza esforços no sentido de buscar novas e boas oportunidades no atacado. São nas feiras que se promove. É a hora de envolve-los em todos os passos da organização, inclusive do seu stand. Mas tem que ter consistência!!

Lembre-se a Feira é para eles e não para a SECTUR mostrar seu trabalho.

Aliás, diga-se de passagem, como já comentado em posts anteriores, aqueles Roteiros idealizados pela SECTUR que não possuem lastro comercial, nem devem sair de dentro do respectivos folders. Sem eira nem beira, é um esforço sem sentido que ainda é muito comumente observado em Feiras de Turismo. As pessoas chegam até a recolhe-los. Porém, muito provavelmente não os guardarão nem por lembrança. Folders deste tipo recaem dentro daquele tripé dos horrores folderzinho, roteirinho..produtinho.. Uma lástima!

Música, dança, artesanato e quitutes valem a pena levar? É claro!! Sempre!! Mas, desde que se encontre, ao lado do palco do seu stand, uma área específica para reuniões e rodadas de negócios. Diversão deve estar ligada ao que interessa. Perceba que quaisquer manifestações culturais ajudam a imprimir uma marca da sua Cidade. Quanto a isso, não se discute. Porém, elas nada ajudam se estiverem desacompanhadas do respectivo suporte comercial. Isto chama-se comércio. Isto chama-se negócio. Isto chama-se Turismo. É a partir desta dinâmica que o desenvolvimento do turismo no seu município começará ser percebido de forma profissional.

Ir a um evento sem esta proposta puro oba-oba! Pense nisso.

Dúvidas, esclarecimentos? Escreva. Curta a fanpage @politicadeturismo

Abraço.

Para quem não me conhece, meu nome é Eduardo Mielke. Meu trabalho é auxiliar Governos na busca por  processos cooperativos que resultem numa melhor articulação entre ele, Terceiro Setor e o Empresariado. O resultado e o que importa mesmo, é a geração de emprego e renda local. O resto é conversa fiada.

Palestras, Workshops e treinamentos? Escreva para eduardomielke@yahoo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: