TEXTO 165: O PODER PÚBLICO QUER CONTROLAR O COMTUR. O QUE FAZER? Série SIMTUR. Por Eduardo Mielke

Cada vez mais os Conselhos Municipais de Turismo (COMTURs) ganham importância. Fico muito feliz, pois o caminho é esse e o blog tem ajudado muitos municípios neste processo com dicas e orientações super práticas e pontuais. O foco nos COMTURs é novo, tanto para alguns Prefeitos, como ainda para Secretários Municipais. E mais novo ainda é o seu processo de gestão, pois envolve essencialmente empresários e entidades. Muitas dúvidas surgem e no meio da penumbra de como lidar com tudo isso, surge o medo (natural até) de perder a mão. E algumas reacões estão chegando até nós. E aí, o que fazer?

Ah! Se esta é a sua primeira vez, seja bem-vindo!!! O objetivo aqui é te ajudar a colocar sua Cidade no Mapa do Mercado Turístico e de Eventos. Se gostou, compartilhe e curta!! Muito obrigado pela confiança. E o mais importante, se copiou algum trecho ou fez referência, cite a fonte. Seja ético. 😉

Vamos lá…desde já saiba que o poder públcio é muito…mas muito vaidoso. Muitas mosquinhas azuis voando por aí. Muitas vezes não é nem o Prefeito (a), mas sim o Secretário (a) que se sente melindrado ao ter que lidar com um grupo que ele não controla…As vezes os grupos de empresários já estão mais unidos e o gestor da pasta se sente da mesma forma… As vezes uma simples conversa, um café, resolve…

Neste medo de “perder a mão”, reside muito do vírus da politicagem da qual muitos daqueles que fazem parte do Poder executivo podem estar imersos. Daí, qualquer grupo que se forma, se empodera e começa a tomar suas próprias com algum sinal de independência, será visto como uma “ameaça”. Assim, é natural utilizar dos instrumentos institucionais para colocar alguns impedimentos ou restrições a evolução tática-operacional destes grupos. E muitos destes grupos são hoje os COMTURs. Daí o problema….

Diante deste contexto, aqui vão algumas orientações que você pode seguir, a fim de diminuir a pressão, buscando articulação política necessária para fazer as coisas acontecerem. Uma coisa é quase que certa. Muito destes impasses são gerados por pura falta de informação. E sem referência, as pessoas sentem receio e desconfiança. E as reações e soluções vão bem por aí… Ao invés de tentar convencer as pessoas do que elas não entendem direito ou pouco dão bola ou tem receio, aqui tens orientações básicas….

PRIMEIRO: Se você é empresário ou do 3o Setor e me lê, foque na elaboração de ações que objetivem melhorar a inserção da sua cidade no mercado turístico, como a elaboração de roteiros discutindo isso com os meios de hospedagem (M&H), Guias de Turismo, Atrativos; discussão de políticas de comissionamento; calendário de eventos. Em outras palavras, mostre a força do empresariado. Se o Prefeito não dá bola, deixa ele e olhe para a resposta da seguinte pergunta: O que nós empresários podemos fazer para melhorar no nosso município, o fluxo turístico, taxa de ocupação e o interesse pela realização de eventos?

SEGUNDO: A partir do item anterior, demande ao Poder Público aquilo que é de direito, que são os items como guarda municiapal, items que estão pre-determinados no Pregão e demais “portas” das quais são abertas pelo poder público preferencialmente. A ideia aqui é daixar o que é público ser feito pelo público, estabelecendo na prática, o que é papel do público e do privado. Em outras palavras, não demande que público tome a iniciativa sempre. Tudo nasce ou não, na força do empresariado.

UMA DICA: O primeiro e segundo podem ser capitaneados pela Associação Comercial. Ela pode ser a entidade guarda-chuva. Crie um Núcleo de Turismo onde a própria entidade pode te ajudar a organizar a agenda de trabalho.

Faça isso que no sucesso, tenhio certeza que o alcaide irá olhar paa o turismo de forma diferente… Com o tempo ele (a) irá perceber que a cidade está ganhando, que cidadãos de forma organziada estão trabalhando pela cidade. Se ele (a) for esperto…irá entender que também ganhará com esta história de cooperar para competir… Pense nisso.

Espero que a leitura desdes textos te ajudem a olhar para o que interessa e o que dá resultado. Pense nisso. Para mais detalhes, dúvidas ou esclarecimentos? Escreva. Curta a fanpage @politicadeturismo ou escreva para eduardomielke2@gmail.com

Compre o livro do SIMTUR!!! Lá você terá todas as orientações que você precisa para fazer o seu Município decolar!

Obrigado pela confiança e até o próximo texto.

Para quem não me conhece, meu nome é Eduardo Mielke. Neste ano de 2021, completo 20 anos como Professor de Turismo e 17 anos como consultor. Desde 2004, meu trabalho  é ajudar você, que é gestor Público ou representa uma associação de turismo ou COMTUR. Os textos são também para orientar Governos que buscam usar de forma mais inteligente os recursos disponíveis através da cooperação. O que importa mesmo, é a geração de emprego e renda local. Turismo é negócio. Turismo é no município. O resto é conversa fiada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s