TEXTO 170: 5 DICAS PARA FAZER UM PLANO MUNICIPAL DE TURISMO DE VERDADE. Série SIMTUR, por Eduardo Mielke

Tudo é planejamento, certo? Cada vez mais os governos estão indo por este caminho exigindo dos Municípios o Plano Municipal de Turismo (PMT) ou Plano Diretor de Turismo…como queira. Contudo, me assusta o show-room de CtrlC+ CtrlV por aí, e, sobretudo, tanto o excesso de informações fracas e ruins, quanto a ausência de outras fundamentais. Sem falar na total falta de foco. Este texto traz algumas orientações básicas para que o plano não seja mais um monte de papel amarelo.

Ah! Se esta é a sua primeira vez, seja bem-vindo!!! O objetivo aqui é te ajudar a colocar sua Cidade no Mapa do Mercado Turístico e de Eventos. Se gostou, compartilhe e curta!! Muito obrigado pela confiança. E o mais importante, se copiou algum trecho ou fez referência, cite a fonte. Seja ético. 😉

Vamos lá!! E sendo bem direto…

DICA 1 – A BOLA É DO COMTUR. Por mais que tem gente muito boa no mercado, um bom PMT não pode ser feito sem TOTAL E PLENO CONTROLE do COMTUR sobre tudo aquilo que diz respeito ao PMT. Desde o momento da confecção do TR (Termo de Referência) para licitação da consultoria (se é que isso é necessário), passando pelo próprio processo de escolha (fazendo parte da comissão, para este fim), da análise metodológica, das reuniões de trabalho, do acompanhamento dos avanços da confecção do documento até a sua entrega. Se fica só na SECTUR não vai funcionar.

DICA 2 – PLANO DIRETOR (ZONEAMENTO URBANO, MOBILIDADE, ETC). Fazer um PMT sem dialogar com o Plano Diretor (normalmente a cargo da Sec de Planejamento ou de algum Instituto de Planejamento Municipal) é manter-se “fora do jogo” em TODOS OS NÍVEIS. Se você não sabe dizer para onde a cidade está crescendo Secretário, como é mesmo que você poderá receber investidores? Sem falar na influência que o turismo precisa ter sobre os grandes projetos arquitetônicos e urbanísticos da cidade, realizados pelo poder público. É muito importante que estes dois planos se conversem.

DICA 3 – ORÇAMENTO. Por favor!!! Não há como um PMT não apresentar quem paga a conta!!! Muito, mas muitos planos não trazem o mínimo de informações sobreorçamento para deixar mais claro estrategicamente, quanto de recurso há, como e no que ele será gasto ao longo dos ano(s). Se você pensou que isso tem a ver com o Planejamento Pluri Anual – PPA (que prevê o orçamento da própria SECTUR)? BINGO!!! É isso mesmo! Mesmo porque, você vai precisar destas diretrizes para a composição do calendário de eventos do ano que vem…

DICA 4 – INVENTÁRIO E PESQUISA DE DEMANDA. Não adianta você pedir que conste no PMT somente o número de hotéis ou de atrativos. Não vá pelo quantitativo, mas sim pelo qualitativo. É muito mais importante saber quantos dos equipamentos turísticos comissionam e que tem contato com outros intermediários, do que saber se tem vagas de garagem. Outro detalhe, as pesquisas de demanda que tenho visto dizem o óbvio. Metodologicamente são muito fracas e não ajudam estrategicamente. Pautam em um público-alvo que nem sempre vai ter o comprometimento que você espera. Sem falar também que fazer planejamento turístico excessivamente baseado na demanda, é um erro muito básico. Não funciona.

DICA 5 – RESPONSABILIDADE e MERCADO – A elaboração de PMT é um ótimo exercício para você envolver as pessoas do trade, através das entidades. Ele vai apontar uma série de ações, diretrizes e estratégias que necessariamente podem e devem indicar determinadas responsabilidades, sobretudo para que o empresariado tome a frente em algumas situações que são essencialmente de mercado. Use esta oportunidade para trazer as pessoas para o jogo e para o COMTUR. Mesmo porque, terminar um PMT é uma baita entrega! Certo? Pense nisso! E por fim, M-E-R-C-A-D-O. Um bom PMT diz a que a cidade veio e para onde está indo estrategicamente. Além de dizer quem faz e quem paga, traz FOCO! O resto é conversa fiada! Boa semana.

Espero que a leitura desdes textos te ajudem a olhar para o que interessa e o que dá resultado. Pense nisso. Para mais detalhes, dúvidas ou esclarecimentos? Escreva. Curta a fanpage @politicadeturismo ou escreva para eduardomielke2@gmail.com

Compre o livro do SIMTUR!!! Lá você terá todas as orientações que você precisa para fazer o seu Município decolar!

Obrigado pela confiança e até o próximo texto. Para quem não me conhece, meu nome é Eduardo Mielke. Desde 2004, meu trabalho  é ajudar você, que é gestor Público ou representa uma associação de turismo ou COMTUR. Os textos são também para orientar Governos que buscam usar de forma mais inteligente os recursos disponíveis através da cooperação. O que importa mesmo, é a geração de emprego e renda local. Turismo é negócio. Turismo é no município. O resto é conversa fiada.

2 comentários sobre “TEXTO 170: 5 DICAS PARA FAZER UM PLANO MUNICIPAL DE TURISMO DE VERDADE. Série SIMTUR, por Eduardo Mielke

  1. Excelente conteúdo, cheguei até aqui por um comunicado que recebi num grupo de whatsapp, onde tinha a informação que o encontro de conselhos municipais do estado do Rio de Janeiro estava sendo adiado devido aos acontecimentos em Petrópolis. Pois bem sou membro do Conselho Municipal de Turismo de Mangaratiba, cidade que pertence a região Costa Verde e que necessita urgente de políticas públicas voltadas ao turismo, pois é o caminho do desenvolvimento para a cidade. Grande vocação, Patrimônios Históricos, Atrativos Naturais, Cultura, Gastronomia, Empresários dispostos, mas infelizmente falta muito do poder público, não temos o mínimo. Me coloquei a disposição para compor um vaga como membro do conselho afim de buscar essa organização estrutural na cidade, mas ainda segue difícil. Gostaria muito de poder participar de encontro entre os conselhos e também apresentar Mangaratiba e suas necessidades para saber se conseguiria um caminho mais sólido em busca de resultados, tenho conhecimento da região, experiência no turismo e muito determinação em desenvolver o turismo em Mangaratiba.

    Agradeço desde já

    Att Daniel Reis

    Curtir

    • Olá Daniel, tudo bem? Obrigado pelas palavras e parabéns pela iniciativa no sentido de contribuir com o desenvolvimento do turismo em Mangaratiba. O encontro vai existir sim, só o adiamos por conta desta terrível tragédia que atingiu a serra. Peço que fique atento, pois em mjiuto em breve, devemos anunciar o curso. Qq dúvida me escreva no instagram @mielkeeduardo. abr

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s